Uma Editora que promove o politeísmo

Nossos leitores conhecem a Editora Ave-Maria. Edita uma Bíblia que, apesar de não ser tradução da Vulgata, é considerada uma boa tradução, com notas razoáveis. Pois esta Editora, que carrega o nome da Mãe de Deus, resolveu fazer propaganda de politeísmo para crianças. Editou uma coleção de livretos ilustrados. Tudo na apresentação do site é falso:
- o nome da coleção: Deus tem mais de um nome - nada mais falso quando se sabe que o Deus de Abraão, de Isaac, de Jacó, o Deus de Jesus Cristo é um Deus ciumento e não admite falsos deuses e falsos nomes de Deus em sua presença. Todo o A. T. ensina infalivelmente o contrário dessa bobagem herética.
- o título da seção do site: Educação Religiosa - Numa livraria que se pretende católica, nada mais falso do que a educação do politeísmo. Depois de dois mil anos lutando para levar as almas para o céu, pelo único caminho de salvação ensinado pela Revelação divina, os falsos católicos de hoje pregam a confusão, o erro, e a perda da fé.
- A sinopse da coleção, num português horroroso e incompreensível, também é falsa sob todos os aspectos:
"Uma coleção que ajudará a facilitar (sic!) o conhecimento e o respeito mútuos das religiões deste mundo tão conturbado do ponto de vista religioso."

E eu pergunto: porque? Se o mundo está tão conturbado do ponto de vista religioso, porque a falta de critério, a falta de fé sobrenatural, a falta de definições dogmáticas, a falta do certo e do errado, irá "ajudar a facilitar" alguma coisa?

Eu achava que a Ave-Maria escapava um pouco da lama em que caiu a Vozes, a Paulinas e outras antigas editoras católicas. Mas vejo que não.

Cuidado, portanto, com os livros que deixam nas mãos dos seus filhos. O Ecumenismo de Vaticano II gerando heresias.

Dom Lourenço Fleichman OSB

Para sair, feche a janela